Sessão solene na Assembleia Legislativa comemora o Dia do Profissional de Administração

Sessão solene na Assembleia Legislativa comemora o Dia do Profissional de Administração

O deputado estadual Fábio Novo (PT) discursou, durante a sessão solene realizada nesta quinta-feira (26) em homenagem ao Dia do Administrador, que a profissão está ganhando um largo campo de atuação junto às pequenas empresas, ONG’s, associações de bairros e no serviço público, onde a atuação dos profissionais determina a importância para o crescimento e sucesso de cada instituição. O deputado disse que o ensino de Administração tem uma história ainda recente no Brasil, pois o primeiro curso superior começou a funcionar em 1952, mas somente em 1965 a profissão foi regulamentada por decreto federal.

Nos Estados Unidos, segundo disse, o curso de Administração existe desde 1871 e em 1952, quando foi implantado no Brasil, a América já formava 50 mil alunos por ano, além de quatro mil mestres e doutores. “No Brasil, a regulamentação da profissão tornou o exercício privativo dos profissionais da área e isso deu um novo fôlego para o crescimento do curso nos diversos estados”, lembrou.

                                  

O presidente do Conselho Regional de Administração (CRA) do Piauí, Roberthy dos Santos Barbosa, informou, durante a sessão solene, que existem no Brasil cerca de 500 mil administradores registrados, quatro milhões de bacharéis e 1,4 milhão de estudantes de graduação. Para ele, a profissão vem ganhando cada vez mais importância na iniciativa privada e no serviço público. “O próprio Governo do Piauí deu o exemplo quando, em 2017, realizou concurso público e contratou cerca de 110 administradores para a gestão de escolas públicas”, disse.

Roberthy dos Santos ressaltou que a categoria ganhou duas novas e importantes atribuições este ano: em março passado, ficou decidido que os administradores são os responsáveis pelo atestado de gestão de qualidade no serviço público e privado; e, na semana passada, o Superior Tribunal de Justiça decidiu que é o administrador também pode exercer a função de gestor de Recursos Humanos (RH), uma realidade em praticamente todas as médias e grandes empresas.

O curso de Administração funciona há apenas 16 anos no Piauí e, desde o início dos anos 2.000, vem ganhando espaço no serviço público. “Mas, necessitamos de apoio de todos os setores, principalmente no serviço público, incluindo os legislativos. Sempre tenho falado para prefeitos e secretários sobre o exemplo do governo estadual, que contratou profissionais para a gestão escolar. Hoje, no setor privado, muitos hospitais e clínicas deixaram de ser dirigidos por profissionais da saúde e contrataram administradores. Vem daí o reconhecimento de Teresina como polo de saúde. O que queremos é contribuir com o desenvolvimento do nosso estado”, afirmou.

O conselheiro federal de Administração, Pedro Alencar Carvalho Silva, pediu aplausos para o deputado Fábio Novo, autor da homenagem e presidente da sessão solene. O conselheiro falou sobre a importância da profissão de administrador, citando a Lei nº 469, de 1965, e enaltecendo o atual presidente do Conselho Federal, Mauro Kreuz.

Alencar Carvalho encerrou sua fala afirmando que nos dias atuais é cada vez mais necessária a presença do administrador em todas as atividades, para que não predomine o patrimonialismo. E ofereceu o apoio aos colegas administradores no Piauí.

O deputado Fábio Novo encerrou a sessão agradecendo a todos que compareceram e reconhecendo as ausências em face de outros compromissos da atividade parlamentar.

       

 

 

 

 

Durvalino Leal/Raimundo Cazé – Edição: Katya D’Angelles

Fechar Menu