CRA-PI realiza primeira plenária de 2020 e discute as novas projeções para a entidade

CRA-PI realiza primeira plenária de 2020 e discute as novas projeções para a entidade

No encontro, os conselheiros debateram sobre a atuação do Conselho no Piauí e de que forma pode ampliar seu trabalho neste ano

Foi realizada nesta terça-feira (21), a primeira plenária do Conselho Regional de Administração do Piauí (CRA-PI). As principais pautas da reunião foram a discussão sobre os processos de fiscalização promovidos pelo conselho, prestação de contas Novembro- Dezembro, processos de cobrança, definição do calendário das plenárias deste ano, posse de novos conselheiros efetivos e composição de novos membros à comissão permanente de licitação.

Durante o encontro, os conselheiros debateram sobre a atuação do Conselho no Piauí e de que forma pode ampliar seu trabalho de acompanhamento mais presente de administradores distribuídos no Estado, na busca de mais convênios, mais oportunidades no mercado de trabalho, sobretudo, na criação de mais editais de concursos púbicos e licitação.

O administrador e agora conselheiro efetivo, Leonardo Fialho, participou da plenária e faz uma avaliação do que foi discutido na reunião.

“A avaliação que eu faço é positiva. Assumimos essa responsabilidade como conselheiro efetivo, estamos otimistas e entusiasmados e, temos sempre a intenção de cumprir o que nos foi delegado. Até o final do ano iremos cumprir todas as metas, o que nos foi dado como responsabilidade. Um ponto importante que foi tratado nessa primeira plenária foi a questão da fiscalização, porque é a partir daí, que tornamos nosso conselho mais atuante, não só referente à fiscalização, mas à educação como parte preventiva de problemas futuros”, relata.

O conselheiro Fredson Pacheco Barros, foi um dos conselheiros definidos a fazer parte da Comissão Permanente de Licitação. Ele informa os objetivos a serem cumpridos junto à comissão.

“Nós recebemos aqui na plenária, o convite para participar da comissão de licitação do conselho. De início, como tomamos posse hoje como conselheiros efetivos vamos tomar conhecimento do que está acontecendo, do que está sendo licitado, do que precisa ser licitado e, a partir daí, adotar as medidas e as providências necessárias para que os processos ocorram dentro da maior transparência, com o rigor da lei. A intenção é que o Conselho consiga suprir suas necessidades advindas do processo de licitação e que haja total transparência dos processos regidos por normas, como preconiza o normativo legal”, explica.

Com o debate sobre diversas pautas e as perspectivas para 2020, a reunião contou com a presença de ex-presidentes do Conselho Regional de Administração do Piauí e do conselheiro federal pelo Piauí, Pedro Alencar. O presidente do CRA-PI, Roberthy Barbosa, comenta que sua gestão segue os caminhos para o estreitamento das relações do Conselho e administradores.

“A gestão de novos tempos vai dar continuidade a essa busca e ao resgate do administrador, principalmente, por onde nós passamos no qual enxergamos que existe uma carência e deficiências. O Conselho pretende estreitar ainda mais a relação com os conselheiros, buscando mais convênio, mais oportunidade no mercado de trabalho, mais editais de concursos, mais editais de licitação, tudo para provocar o espaço do administrador. Temos como missão também, acionar a Prefeitura, com certeza o Governo do Estado, que é ainda deficiente na contratação de administradores”, afirma o presidente do CRA-PI.

 

Fechar Menu